Oceanário de Lisboa – uma viagem ao fundo dos mares

O Oceanário de Lisboa é um dos locais mais emblemáticos da cidade e um excelente programa para famílias com crianças. Um dos maiores e mais impactantes aquários da Europa, o Oceanário é um local mágico. Se procuram um  programa que resulta sempre bem para crianças e adultos, venham dar um salto ao Oceanário de Lisboa!

 

O Oceanário de Lisboa

Oceanos Lisboa

O Oceanário de Lisboa é a casa de milhares de seres marinhos. Mais de 400 espécies de peixes, pássaros, anfíbios, répteis e mamíferos marinhos coabitam neste espaço que representa os habitats oceânicos dos quatro cantos do mundo. E, à imagem do fundo do mar, o Oceanário transporta-nos para um mundo azul, tranquilo e fascinante, onde os seres vivem em harmonia.

Aqui aprende-se muito sobre a fauna e a flora marítima. Mas, mais do que isso, somos alertados para as ameaças ambientais provocadas pelo Homem e a nossa responsabilidade na preservação dos oceanos.

 

Bocadinhos de História do Oceanário de Lisboa

O Oceanário de Lisboa foi inaugurado há 22 anos no âmbito da Expo 98. O tema da exposição mundial, “Os Oceanos, um Património para o Futuro”, foi adotada como missão pelo Oceanário de Lisboa.

Ao longo de duas décadas, o Oceanário empenhou-se em dar a conhecer a vida marinha do nosso planeta. E, ao mesmo tempo, a desenvolver atividades que visam sensibilizar para as ameaças ambientais e para a importância de preservar os oceanos.

O Vasco!

Para ajudar a alertar para a importância das ameaças ambientais, o Oceanário conta com a ajuda preciosa da sua mascote, o Vasco!
O Vasco nasceu em 1998 e é um mergulhador apaixonado pelo mar e com grande consciência ambiental. Está sempre pronto para nos ensinar tudo sobre a preservação da vida nos oceanos!

Oceanário de Lisboa: muitos habitats num só espaço

 

A diversidade de ambientes e de seres vivos do Oceanário não deixa ninguém indiferente, mas há alguns pontos que são um sucesso para os mais novos. Por isso, preparem-se para perderem muito tempo a:

 

Observar os peixes no aquário central

Oceanario de Lisboa

O aquário central tem 5 milhões de litros de água, muitas espécies de animais marinhos e a capacidade única de nos deixar hipnotizados.

O vidro que nos separa da água e dos animais permite ter a sensação de que estamos no fundo dos oceanos. Peixe-Lua, tubarões, raias e muitos cardumes de peixes nadam tranquilamente muito perto dos visitantes. Sem darmos conta, poderemos ficar horas a admirá-los. A excitação que é ver um tubarão passar mesmo ao nosso lado!

 

Descobrir os quatros habitat dos Oceanos

O circuito obrigatório do Oceanário de Lisboa leva-nos a passar por quatro áreas que simulam o clima e a vida de quatro oceanos. Todas as zonas são diferentes e têm temperaturas próprias do clima representado.

Em primeiro lugar visitamos o Atlântico Norte onde encontramos os Araus e os Papagaios do Mar.

Depois, passamos para a zona do Antártico, o habitat dos pinguins. Procurem o Zazu, o pinguim bebé que nasceu em maio de 2020 nesta comunidade.

Em seguida, entramos para uma zona com um clima mais quente, o Pacífico, onde as lontras nos fascinam com as suas brincadeiras.

E, por fim, no quente Índico embrenhamo-nos na floresta tropical e conhecemos os corais e os peixes cheios de cor que povoam estes mares.

Lontras Oceanário de Lisboa

As Lontras

Há 23 anos, quando o Oceanário foi inaugurado, dois animais mereceram um carinho muito especial. Duas brincalhonas lontras marinhas, a Amália e o Eusébio, faziam as delícias dos visitantes. Foram assim batizadas em homenagem à fadista Amália e ao futebolista Eusébio.
Hoje já não existem, mas deixaram descendência: a Micas e a Maré são suas filhas e já nasceram no Oceanário.
Em 2018, o Odi e o Kasi juntaram-se às duas irmãs.Foram resgatados no Alasca ainda bebés. Sem a possibilidade de se reintegrarem na natureza, o Oceanário de Lisboa acolheu-as e  tornaram-se parte da família.

Os pequenos aquários do Oceanário de Lisboa

No piso inferior há mais de 30 aquários com muitos animais e organismos marinhos. Polvos, cavalos-marinhos, caranguejos e outros pequenos animais podem ser admirados de perto.

O Dragão Marinho, originário da Austrália, é um destes casos. Este delicado peixe é muito parecido com uma alga para que seja confundido por predadores.

Descobrir o Nemo e a Dory é outro momento alto da visita! O aquário do Peixe Palhaço e outros peixes que serviram de inspiração às personagens do filme da Disney faz muito sucesso.

 

A Casa do Vasco

A casa do Vasco é uma exposição interativa onde as crianças se divertem e aprendem sobre os comportamentos que se devem adotar para preservar a vida marinha.

Aqui descobre-se como podemos contribuir para salvar os oceanos. Basta comprometermo-nos a adotar um consumo mais responsável e sustentável.

Florestas Submersas

Florestas Submersas é uma exposição temporária do japonês Takashi Amano em exibição no Oceanário de Lisboa, que descobrimos logo no início da visita. É o maior “nature aquarium” do mundo, com florestas de algas criadas com recurso a técnicas de jardinagem japonesas. Apresenta o mundo natural do fundo dos oceanos, numa perspectiva especial e estimulante.

A música original de Rodrigo Leão dá à exposição uma dimensão mágica. Entramos num universo diferente onde a tranquilidade é a emoção mais experimentada.  Um bálsamo para os sentidos!

ONE, O Mar como nunca o sentiu

Esta exposição de Maya de Almeida Araújo é uma experiência imersiva que retrata a ligação profunda do Homem com o Mar e invoca a grandiosidade do oceano. A exposição é o resultado de 8 meses de captação de imagens, totalmente realizadas em território português.  Portugal Continental, Açores e Madeira foram os locais onde as imagens foram captadas. O resultado é surpreendente e desperta-nos admiração pelos seres que habitam os nossos mares e o sentido de responsabilidade pela sua preservação.

Descobrir o fundo do mar em casa

A Netflix apresenta um documentário que merece a pena ver em família.
A Sabedoria do Polvo, (título original My Octopus Teacher), é o testemunho da relação de confiança, improvável mas muito bonita, que se criou entre um polvo selvagem e um mergulhador que o visitava todos os dias.
É um documentário forte e, ao mesmo tempo, muito delicado, que reforça a importância de percebermos que não podemos viver dissociados da natureza.

Planear a visita

O Oceanário de Lisboa fica na Doca dos Olivais, no Parque das Nações. Está aberto todos os dias, entre as 10h e as 20h.

As crianças até aos 3 anos não pagam bilhete. A partir desta idade, os preços variam entre os 10€ e os 19€. Os bilhetes para a família custam 47€ (2 adultos e 2 crianças). Recomenda-se a compra de bilhetes online. Todas as informações no site do Oceanário.

O Oceanário é uma das atrações mais visitadas em Lisboa. Por isso, justifica-se planear a visita para os dias de semana, que têm menos afluência.

Aos fins de semana é menos movimentado durante a parte da manhã ou ao fim do dia. De recordar que os visitantes podem entrar até às 19 horas.

Boa visita!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.