Passear no Castelo de Óbidos- Uma viagem no tempo

Passear no Castelo de Óbidos é dar um salto a séculos passados. Ruelas tortuosas ladeadas por casas brancas e floridas formam um labirinto medieval que convida a divertidas descobertas. É um local cheio de histórias para contar e recantos para descobrir. Vila muito valorizada desde os primeiros reis de Portugal, que a ofereciam como prenda de casamento às suas rainhas.

Mas Óbidos não se esgota na sua riqueza histórica. Reconhecida pela Unesco com o título Vila Literária em 2015, é um excelente exemplo de como é possível a combinação entre a preservação do património e a dinamização de projetos criativos.

Por aqui, os livros têm um lugar de destaque e vamos encontrá-los em sítios tão inusitados como uma igreja, uma loja de produtos naturais ou uma adega.

Obidos

 

Descobrir a vila e o Castelo de Óbidos

Óbidos conhece-se caminhando. E há tantas coisas bonitas para ver. Merece mesmo a pena:

Admirar Óbidos de longe

Ao ser avistada da estrada, Óbidos é uma mágica visão de outros tempos. Implantada no topo de uma colina distinguem-se as características típicas de uma vila fortificada: de um lado, o bairro intramuros, com as suas casas brancas e igrejas. Na zona mais alta, o Castelejo, onde ficam as torres do castelo e o Paço do Alcaide.

Caminhar por ruas e ruelas

A Rua Direita é a via principal que liga a Porta da Vila ao Paço do Alcaide, onde funciona a Pousada. É uma rua muito animada, cheia de lojas, cafés e turistas.

Óbidos

Obidos rua loja

Mas Óbidos torna-se ainda mais divertida pelos recantos que esconde. Basta sair da Rua Direita para nos embrenharmos no labirinto das ruelas medievais com muitas igrejas e praças para descobrir.

Óbidos

 

Viajar no tempo!

Passear na vila enquanto imaginam vidas de outros séculos pode ser um jogo divertido. Quem consegue imaginar cavalos e carruagens por aquelas ruas? Quem consegue descobrir a casa mais bonita, a rua mais florida, a passagem mais estreita ou as escadas mais íngremes?

 

Rua Obidos

Conhecer a Cerca do Castelo de Óbidos

A entrada para a Cerca do Castelo, onde era a Praça de Armas, faz-se pela porta ao lado da Igreja de Santiago. É uma praça grande, onde se podem admirar as torres do castelo.

Obidos

Subir às muralhas do Castelo de Óbidos

É possível subir e dar a volta a Óbidos pelas muralhas, contemplando a vila e os campos envolventes. Apesar de serem muito altas e oferecerem algum perigo, principalmente para as crianças, a vista do cimo das muralhas é deslumbrante.

Obidos

Sabiam que?

Sabem a razão das muralhas serem tão altas e a vila estar no seu interior? Antigamente, com as tentativas de invasão e conquista, os castelos e as suas muralhas eram fundamentais para a proteção das populações. E estar num local mais alto era muito importante para se observar a aproximação dos inimigos.

Perder-se nas livrarias

Fazendo jus ao título de Vila Literária, em Óbidos os livros ocupam um lugar importante. Dentro das muralhas há três livrarias imperdíveis pela originalidade:

A Livraria de Santiago, inserida na Igreja com o mesmo nome. A igreja foi mandada erigir por D. Sancho I em 1186. Era a igreja que a Família real frequentava quando estava na vila. Ficou destruida no terramoto de 1755 e foi totalmente reconstruída. Hoje todo o seu espaço é ocupado por livros.

A Livraria do Mercado Biológico, na Rua Direita. Aqui os livros e produtos biológicos da região complementam-se.

Livraria Obidos
Livraria do Mercado Biológico

A Livraria da Adega. Dentro de uma adega, onde convivem os livros e o vinho.

A arte do reaproveitamento

Querem encontrar ideias para reaproveitar materiais de forma criativa? Então espreitem as estantes de livros do Mercado Biológico e da Livraria da Adega e descubram quais os materiais reutilizados. Foram ou não bem pensadas?!

Obidos

Dormir numa torre do Castelo de Óbidos

Em 1513, quando D. Manuel I concedeu novo foral a Óbidos, foi construído o Paço do Alcaide. Este Paço situa-se dentro do castelo e é lá que funciona a Pousada. Foi o primeiro monumento nacional convertido em pousada histórica, em 1951. Por essa razão apenas quem fica hospedado na pousada pode conhecer o Paço e o interior do castelo. É uma experiência inesquecível, dormir numa torre de reis!

Visitar a vila durante as festas e festivais

A vila de Óbidos não parou no tempo e dinamiza vários eventos e festivais que merece a pena visitar:

O Festival do Chocolate que acontece na primavera e onde é possível saber mais sobre o chocolate, provar as suas mais variadas qualidades e conhecer artesãos chocolateiros.

Mercado Medieval de Óbidos, que acontece no verão, é uma recriação histórica que transporta os visitantes para a Idade Média.

Óbidos Vila Natal é organizado todos os anos em dezembro na zona da cerca do castelo. É recriado o ambiente natalício com direito a casinha do Pai Natal e queda de neve. Uma delícia para as crianças.

O Festival Literário Internacional Folio, no âmbito do projeto Óbidos Vila Literária, que acontece entre setembro e outubro.

Praticar desporto e observar a natureza

A cerca de 15 quilómetros da vila encontramos a Lagoa de Óbidos, a maior lagoa da costa portuguesa, com 6,9 km2. Ligada ao Oceano Atlântico por uma “aberta”  situada na praia da Foz do Arelho, a água da Lagoa é salgada, limpa e muito mais calma que a do mar. O ecossistema envolvente é muito rico convida a longos passeios. Na Lagoa habitam muitas espécies de aves que podem observadas. Também é possível andar de bicicleta, praticar desportos náuticos, dar um mergulhos nas águas calmas da lagoa. Por aqui existem restaurantes, escolas de desportos aquáticos e a possibilidade de alugar bicicletas.

Bom passeio!!

Óbidos

Rua Óbidos